Usina Solar flutuante no Brasil

Usina Solar flutuante no Brasil

Com o mundo mais sustentável, o Brasil está buscando alternativas de fontes renováveis para gerar energia. Esses recursos podem auxiliar na economia e na preservação do meio ambiente.

Pensando em investir na geração híbrida de energia para maior eficiência energética e redução de custos, o Ministério de Minas e Energia criou o projeto piloto de uma Usina Solar Flutuante, que segundo a Eletrobras, é a primeira no mundo. O sistema já é utilizado em outros países, mas pela primeira vez foi implantado em cima de um reservatório hidrelétrico, com o objetivo de reaproveitar duas fontes diferentes de energia, a hídrica e a solar, utilizando uma única infraestrutura.

A usina solar flutuante foi construída em 2017, no reservatório da Eletronorte de Balbina, município de Presidente Figueiredo, a 107 km de Manaus. Utilizando tecnologia francesa de flutuadores, com capacidade de gerar 5 megawatts, o que é suficiente para abastecer cerca de 9 mil casas. A primeira etapa da construção aconteceu com a instalação de 1 MW, e na segunda, foram instalados os 4 MW restantes, depois disso os testes e avaliações sobre o seu funcionamento foram realizados para garantir sua eficiência.

Segundo Ministro Eduardo Braga, o principal objetivo é reaproveitar os reservatórios e a infraestrutura das hidrelétricas brasileiras, principalmente, nas que estão com baixa capacidade de geração de energia, como é o caso de Balbina.

A Tecnologia

No início foram instalados 16 painéis fotovoltaicos no lago da hidrelétrica de Balbina, o que corresponde a 65 metros quadrados. Até o final do projeto foram instaladas um total 20 mil placas fotovoltaicas para produzir os esperados 5 megawatts.

Segundo Orestes Gonçalves, diretor da Sunlution, empresa responsável pela construção da usina, a geração solar flutuante é uma inovação com tecnologia francesa, e as placas fotovoltaicas captam a radiação solar.
“A placa tem um cilício, que, por movimento, produz energia que é transferida por cabos até o eletrocentro, duas caixas vermelhas. Estas caixas transformam energia de corrente contínua para corrente alternada, para entrar para o Sistema Nacional, que é a subestação da usina e dela vai para as residências”, explicou.

Créditos: Agência Brasil


Precisa de uma solução em Geração de Energia?
Entre em contato e conheça nossas soluções de acordo com suas necessidades







Código de segurança:
Digite o código de segurança
Acreditamos e trabalhamos por um crescimento sustentável, onde a harmonia entre a natureza, a tecnologia e o bem-estar coexistam.
Localização
Rua Dona Gemma Carvalho Alcântara, 94
Gopouva | Guarulhos - São Paulo
CEP: 07050-100
VER LOCALIZAÇÃO